Archive for June, 2008

eu gostei disso…

Posted in moda e modismos on June 21, 2008 by liliaimée

sei, sei, sei, fashion rio é pra lá de notícia velha, e eu tinha dito que não iria comentar. Mas resolvi, postar o que eu achei de bom do FR e o que até agora achei de bom do SPFW. Serei breve, curta e fina. Prometo.

Fashion Rio: melhor desfile, Luiza Bonadiman. Melhor look, este abaixo, da própria:

SPFW – até hoje, penúltimo dia do evento:

melhor desfile, Herchcovitch feminino, melhor look, estes abaixo, do próprio:

OBS: preciso desesperadamente dessa ankle boot!!!

Advertisements

o que vem a minha mente quando vejo uma imagem como esta:

Posted in casos e acasos, moda e modismos on June 20, 2008 by liliaimée

Quando a Karolina Kurkova, uma das top models mais bem pagas do mundo,

famosa pelo corpo perfeito, eleita em quinto lugar como a top mais sexy do momento,

atrás only de Gisele, Heidi, Adriana Lima e Tyra, e integrante do time de angels

da Victoria Secret, aparece assim para um desfile em uma das semanas de moda

mais visadas da atualidade, paramos para refletir se:

1. Esse gesto, de não importar-se em desfilar gorda fora do padrão rigoroso

de magreza das modelos, é sinal de que as coisas estão mudando e os estilistas

estão prestando atençao mais atençao em como nós mulheres queremos nos

vestir e sentir confortável, do que ao que eles querem nos ver vestindo?

ou

2. Karolina Kurkova já encheu o popozão cofrinho de euros, sente-se mais como

uma celeb, do que uma simples top model, e justifica assim a sua grande aparição

– em todos os sentidos – na SPFW. Seria o mesmo pensamento em colocar,

por exemplo, uma Cleo Pires ou Carolina Dieckman na passarela. São famosas, mas

totalmente fora do normal que espera-se de uma modelo, que está ali para desfilar

um look. Ou seja, altíssima e magérrima…

ou

3. Benny Rosset, dono da Cia. Marítima, acha que para nós brasileiros, só o fato de ter

uma top internacional na passarela já bomba o desfile, independente dela estar caída

ou não. Mas, me pergunto, será que ele esqueceu que Gisele, Michelle e Isabeli são

brasileiras?

ou

4. O budget de Benny para este desfile estava, digamos, meio baixo, e mesmo assim ele

fazia questão de uma presença internacional. Tentou a Naomi, mas esta, por problemas

legais, não estava podendo sair da Inglaterra. Então soube que KK , que tinha acabado de

levar um pé, estava de férias, de bobs, querendo vir para o Brasil, e topando uma participação

especial em troca de um super roteiro de praia, festas e drinks, mas mal sabia ele, que ela

estaria naqueles dias, inchada, e retendo líquido depois de uma noite mal dormida na super

exclusiva primeira classe da air-russia, paga por Rosset.


OBS: Agora, a moça ganha milhões para aparecer bonita, e esse é o único dever dela. Então,

ela bem que poderia ter fechado a boca para fazer bonito na foto. Vcs não acham? Aliás,

não é para isso que chamam uma modelo? Pq senão não precisaria de desfile, bastava ir

na loja e provar a roupa na cabine. Concordam? E eu sei que gordurinhas aqui, outras lá,

celulite e estrias não fazem mal a ninguém, nos deixam mais charmosas e porque não

gostosas, mas equilíbrio, vergonha na cara e senso estético também são fundamentais…

Abaixo, belezas nacionais, em forma, no mesmo desfile de la Kurkova.

Lindas, e muito mais baratas…

Uma boa semana para todos nós…

Posted in música e músicos, moda e modismos on June 16, 2008 by liliaimée

Who – Five O’Clock Heroes feat. Agyness Deyn

Salve, salve Santo Antonio!!!

Posted in casos e acasos, desejos on June 13, 2008 by liliaimée

Só ele sabe o que sofremos um na mão do outro. Ele, de cabeça para baixo, no freezer, amarrado, e outras torturinhas medievais… Eu, indo toda terça fazer trezena, chorando, rezando e pedindo pela chegada do princípe encantado. E só vinha lobo mau… Mas um dia ele apareceu e o Santo querido é só motivos de alegria e orgulho para mim. Com vocês, algumas infalíveis simpatias

PARA ARRUMAR UM(A) NAMORADO(A)

Logo na manhã do Dia dos Namorados, véspera de Santo Antonio, compre um metro de fita azul de qualquer largura e escreva nela o nome completo da pessoa amada. À noite, conte 7 estrelas no céu, sem apontar , e faça um pedido ao santo para que ele ajude você a conquistar o coração dessa pessoa. No dia seguinte, amarre a fita nos pés da imagem de Santo Antonio e deixe lá, até conseguir arranjar uma pessoa para namorar.

PARA QUE O SEU AMOR VOLTE

Compre um pedaço de papel vermelho, escreva nele o nome da pessoa que você ama e quer que volte. Pegue uma foto dela e a cole no papel. Num vaso transparente, coloque meio litro de água benta e sete botões de rosa vermelha. Vá até uma igreja que tenha a imagem de Santo Antônio, coloque o vaso no altar. Em sua casa, acenda sete velas brancas, juntamente com a fita vermelha de papel com a foto, ofertando-as ao santo e pedindo pela volta do seu amor.

PARA NUNCA PERDER A PESSOA AMADA
Quem ama deseja prender a pessoa amada na prisão de seus braços e subjugá-la com seu amor, impedindo-a de se afastar de si para sempre. Essa possessividade, característica da paixão, independente de sexo, idade ou qualquer outro fator, podendo se manifestar indiscriminadamente. Basta amar para querer prender. Se você se sente assim e quer se assegurar de que a pessoa amada não vai deixá-la(o) por outra, faça a seguinte simpatia: Pegue fotografias sua e da pessoa amada, de corpo inteiro, passe cola nas faces das duas e coloque-as uma de frente para a outra, enrolando um retrós de linha vermelha, em cruz, até o final. Cole-as, em seguida, no verso do quadro com a imagem de Santo Antônio, colocando-o na parede do seu quarto, acima da cabeceira de sua cama.
Toma manhã, quando se levantar, e à noite, quando for se deitar, olhe para os olhos do Santo e mentalize seu amor e você, unidos para sempre pela influência de Santo Antônio.

PARA SABER SE IRÁ SE CASAR

Essa é uma curiosidade de toda mulher que atinge a idade de se preocupar com relacionamentos, amor e paixão. Saber se vai se casar logo ou não é uma expectativa muito interessante. Se você tem essa curiosidade, faça a seguinte simpatia, uma das mais tradicionais para o assunto.
Na véspera do dia de Santo Antônio, compre um copo branco e, à meia noite, coloque água. Quebre um ovo galado dentro do copo, com cuidado, para não arrebentar a gema. Deixe no sereno por toda noite. No outro dia, antes do sol nascer, pegue o copo e observe. Se estiver coberto por uma névoa branca você se casara antes do dia de Santo Antônio do próximo ano.

PARA SER PEDIDA EM CASAMENTO

Pegue uma fita vermelha e use-a no sutiã, entre os seios, por sete dias. Após esse prazo, coloque-a dentro de um envelope, lacre-o e coloque-o no altar de Santo Antônio. Reze ao santo pedindo que realize seu desejo, depois acenda uma vela de sete dias.

SATC: primeiras impressões

Posted in amo, casos e acasos, moda e modismos on June 10, 2008 by liliaimée

Warning: Se você, querido leitor, ainda não viu o filme do seriado Sex and the City, pare de ler nesse exato minuto. Se você já assistiu o flick que vem abalando Tokyo, NY, Paris, SP, Bangu e Salvador, leia e comente. Agora, caso não tenha assistido e nem pretenda, pense duas vezes antes de ler, porque é bem possível que você se intrigue com as novas aventuras de Carrie, Charlotte, Miranda e Samantha, e corra para o cinema mais perto de você.

Assisti o filme, terça-feira passada, em uma exagerada e esteriotipada pré-estréia. Tinha todos aqueles temperinhos que nos viciaram nesses anos e anos de série como o cosmopolitan e mulheres dressing up as Carries, e outras brazucadas como docinhos em forma de bolsas e sapatos, globais vestidas de Marc Jacobs e com quilted bags da Chanel, e fotógrafos registrando as wannabes, as que querem ser wannabes, e as que acham que são.

No escurinho do cinema…

Amei o filme. Esta é a verdade. É leve, engraçado, romântico e faz um bem danado para os olhos – e porque não para a alma? – aquela quantidade de bolsas, roupas e sapatos incríveis que as meninas e até os figurantes usam. É o universo SATC!

O que que é a cena em que a protagonista experimenta todos os looks de seu tão desejado e apertado downtown closet, numa verdadeira brincadeira entre amigas de take or trash. Tem até aquela saia frufru do comercial do início da série.

E para ilustrar os meus agrados e desagrados, nada melhor que uma lista de Ups and Downs.

UPs:

UM. A amizade do quarteto. Em tempos pós-seriado, os estepes Miranda, Samantha e Charlotte estão mais independentes, e verdadeiramente usufruem de uma vida própria, fora de Carries worries and needs. Sam está casada com aquele gostoso do Jason Lewis, morando em Malibu, de frente para o mar, e rica o suficiente para bid em um leilão no filme, um anel de 50 mil dolares. Charlotte, feliz da vida, em sua família de comercial de margarina, éticamente correta. E Miranda, bom, no caso dela era melhor com Carrie do que sem, porque a fofa prova e mostra que depilação é uma coisa distante de sua realidade, que não faz sexo há 6 meses – mesmo casada, com o Steve – e ainda leva um chifre do marido sem graça. Mas mesmo com tudo isso, elas param o mundo para irem ao encontro da amiga, quando esta mais precisa. E não tem prova maior de amizade que uma lua de mel a quatro!

DOIS. Uma das coisas que eu mais gostei foi ver a Jennifer Hudson no papel de assistente da Carrie. Me lembrou uma querida que eu tenho em minha vida. E ela aparece logo na hora em que o filme da uma xoxada e ninguém sabe direito se vai ou racha. Depois do pé universal que a protagonista leva de seu amado, ela surge para organizar a vida pós-fossa da jornalista fashionista e dá um arraso de atuação.

E as bolsas? Todas, num merchandising explícito, do http://www.bagborroworsteal.com. E o momentinho fofo, foi quando a Carrie deu para a personagem de Jennifer, uma autêntica Vuitton, para que ela parasse de alugar as bolsas na internet. O que fez a secretária se emocionar. Bonitinho. Copiem.

TRÊS. O vestido de noiva

Lindo… Mas só vendo no cinema, porque até então eu estava assustada com o modelito que a it-colunista havia escolhido para o casório com o Big. Aliás, escolhi essa foto das quatro, porque eu também queria mostrar o modelito da Charlotte. Uma coisa, acho que é Zac Posen – o da Carrie, é Vivianne Westwood. Mas também só na tela grande para observar direito.

Outro ponto forte é o ensaio que Carrie faz para a Vogue. Cada vestido de noiva mais tudo que o outro. Dá vontade de casar umas 9 vezes pelo menos! Ou pelo menos trocar de vestido nove vezes durante o único casório da vida! Muito melhor, né?

QUATRO. A gravidez de Charlotte! Sim, ela consegue o que tanto batalhou durante as temporadas na tv, e ao contrário do obvio, não encarna uma grávida neurótica. Muito pelo contrário, minutos antes de parir, dá uma surra, mas do que bem-vinda, no palhaço do Mr.Big.

CINCO. O sapato do SIM:

Em uma franca homenagem ao shoe designer da série, a stylist Patricia Fields, num surto de criatividade fashion, substitui a aliança dos pombinhos – Big e Carrie – por este Manolo incrível, feito especialmente para o filme.

SEIS. Também amei esse cinto vintage que a Carrie não tira, e combina em diversos modelitos, o que eu achei muito bacana, levando em conta o enredo do SATC.

Agora é que são elas…

DOWNs:

UM. O tempo passa e mesmo a heroína do fim do século X não fica imune. Infelizmente, Sarah Jessica Parker bobeiou no tratamento anti-rugas, e possivelmente em uma tentativa para não ficar paralizada como Nicole Kidman e cia., recusou as doses necessárias de botox, leves preenchimentos e horas mil no divã da dermatologista. E não foi só a críticazinha aqui que achou, hein! Nada contra as marcas da vida, muito pelo contrário, mas não combina muito com a personagem dela, né?

Ah, e outra coisa, a make-up artist do filme, Anita Brabec, não soube trabalhar este rostinho tão bem vivido… (sim, é uma perez…)

DOIS.Mr. Big e o final feliz.

Urhhhhhggggggg!!! Sinceramente nunca entendi o frenesi todo ao redor do Chris Noth. Não o acho bonito, nem sexy, e ele não me atrai em nada. Muito pelo contrário, acho ele a encarnação daqueles yuppies de NY, dando volta em suas limosines atrás de cokehores e comparando abotuaduras, gravatas, dicks e cartões corporativos. Sempre, sempre, sempre, fui fã do Aiden. Simpático, GRANDE, sexy, criativo, artista, fiel e apaixonado pela mocinha. Mas neste filme, ele não está…

Mas é claro que ela só quer saber de big, big, big. Em letras minúsculas, ok, porque acho que é o mais cabível a este ser, que a abandona no altar, sim, na frente de todos, depois de ter feito o maior auê desse casamento, que foi notícia na Page Six e na Vogue. E o pior, que ainda está engasgado, é que ela volta para ele, meninas!!!!! Carrie Bradshaw não é super mulher, não é exemplo de independência, e definitivamente não é exemplo da moderna nova iorquina. Aliás, corrijo, ela é a verdadeira park avenue princess, que grita e esperneia mas acaba sempre voltando para o homem rico e babaca, que paga pela penthouse na 5º av, com o gigantesco walk-in closet dentro, – maravilhoso! – cheio de Manolos, of course. Ufffffa, falei! Decepção total!

Mas a música do filme é ótima!

OBS: eu sei que a minha indignação é enorme, mas atire a primeira pedra quem nunca deu uma de Carrie, e como toda mulher apaixonada, perdoou os vacilos do amado…

Ah, e ninguém morre!!!

Agora, Carries, Charlottes, Mirandas e Samathas de plantão, comentem! Por favor!

Dúvida do dia:

Posted in casos e acasos on June 9, 2008 by liliaimée

É pecado dar toco-bina em um padre?

…que é um peso na consciência, isso é…

Ponte aérea

Posted in amo, closet, desejos, moda e modismos on June 9, 2008 by liliaimée

Prometo que esse é o último post do dia sobre bolsas,

e que logo depois irei postar os tão aguardados comentários

do it filme do semestre Sex and the City.

Mas, para moi, que vivo entre Rio e SP, nada melhor que

essa weekend bag da Mulberry, que a Kate Moss carrega com

tanto estilo. Quem sabe dia dos namorados vem aí… Até parece né?!

Isso é coisa que se compra com os seus personal savings,

no máximo com o do pai. Do namo, nunca.

Mas que eu quero, eu quero!